REFORMA GERAL DA QUADRA PAMÁALI ANTE DA FORMATURA DE 2013

REFORMA GERAL DA QUADRA PAMÁALI  ANTE DA FORMATURA DE 2013

Anúncios

Primeira turma dos alunos da Escola Pamaali

Primeira turma dos alunos da Escola Pamaali

Onde estão os alunos formandos na escola Pamáali

De 2.000 a 2013 a Escola Pamáali já atendeu alunos das seguintes comunidades do Rio Içana e seus afluentes:

Baixo Rio Içana; Nazaré, Ambaúba,Castelo Branco,Belém,Taiaçu,Cachoeira e Tunuí Cachoeira.

Médio Rio Içana; São José, Santa Rosa, Tapira Ponta, Santa Marta, Juivitera, Arapasso,Tarumã ,Bela Vista,Tucumã Rupitá, Jandú cachoeira,Mauá Cachoeira,Aracú Cachoeira e Ciuci Cachoeira.

Alto Rio Içana; Matapí Cachoeira, Coracy,Pana-Panã,Warirambá,Jerusalém e Camanaus (ultima comunidade que fica na fronteira do Brasil com a Colômbia ).

Rio Cuiari:Wrirambá e Vista Alegre (ultima comunidade que fica na fronteira do Brasil com a Colômbia).

Rio Aiary;Urumutum Lago,Loiro Poço,Santa Isabel,Canadá,Wapuí Cachoeira, Ucuqui Cachoeira e Vila Nova.

Rio Quiary; Santana.

Rio Içana; (lado da Colombia )Açai e Arenal.

Contabilizando 116 alunos formandos na escola Pamáali de 2000 a 2012, minoria deixaram de estudar, casaram e estão nas comunidades atualmente alguns estão trabalhando em alguns lugar. A maioria dos ex-alunos são professores das comunidades Baniwa e recentemente formados em Magistério – II e na Licenciatura Intercultural Indígena-UFAM.

 

 

 

 

Oficina de Saber

Nessa semana,  a Escola Pamáali recebeu visita de  um parente indígena do povo Celtas da Áustria, o Cristhian Widor mais conhecido como Ardaga. Seu objetivo  cujo é conhecer o povo Baniwa e Coripaco do Rio Içana na Terra Indígena  do Alto Rio Negro.

Durante sua permanência, realizou uma Oficina de Saber onde o foco principal foi a cultura. Portanto, os alunos acharam interessante, muitos conhecimentos foram compartilhadas e foi bem participativo por parte dos alunos. Imagem

V- Encontro de Educação Baniwa & Coripaco

 O V Encontro de Educação Baniwa & Coripaco se realizou entre os 3 a 5 de Junho de 2013 na comunidade de Tunuí Cachoeira onde teve a presença de várias escolas do Ensino Fundamental e Médio,  inclusive a Escola Pamáali e representantes das Instituições como SEDUC, CEEE-AM, CEEEI-AM, SEIND, FOIRN, FUNAI , SEMEC e vereadores . O Encontro foi mobilizado pela diretoria executiva da OIBI  na pessoa do André Fernando o atual diretor presidente com apoio direta da ACEP. O Objetivo do encontro  foi de  discutir a organização e o modelo de Escola de Ensino Médio Integrado Baniwa e Coripaco; decidir quantos Escolas Baniwa de Ensino Médio precisam ser criadas a fim de levar para reconhecimento da SEDUC, CEEE-AM, CEEEI-AM, SEIND, FOIRN, FUNAI e outros parceiros.

Durante o encontro foi apresentado um estudo de senso dos alunos da região em cada escola  e a possível nucleação das mesmas. O estudo foi feito pelo Juvencio Cardoso que é o Diretor da ACEP, Coordenador e professor Na Pamáali. Ao longo da discussão, chegou-se ao consenso de que deveriam ser criadas cinco escolas para atender toda a bacia do Içana. Além disso, foi discutido ainda a falta de formação continuada dos profissionais de na área de  Educação.

A razão que levou a realização desse encontro é a dificuldade de funcionamento das escolas anexas de ensino médio que durante o ano letivo muitas vezes não recebem merenda escolar e nem materiais didáticos. Além da falta de reconhecimento dessas salas  e do total apoio da Escola ou Colégio  Matriz.

No final do Encontro, foi organizado um documento a ser enviado para o governador e para outras Instituições governamentais e a agenda de articulação no estado pela comissão que foi formado no encontro.Imagem