A Escola Pamáali Participou a Assembleia Geral da OIBI – Organização Indígena da Bacia do Içana.

No final da I Etapa Letiva na Escola Pamáali que se iniciou  dia 12 de Março a 02 de Junho de 2013 de acordo com o calendário Escolar, os professores junto com os alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio participaram de assembleias importantíssimas que aconteceram nesse período. A primeira foi Assembleia geral da OIBI – Organização Indígena da Bacia do Içana, na Comunidade de Tucumã Rupitá que é a sede da Organização o qual representa 17 (Dezessete) comunidades Indígenas de São José a  Tamanduá.

A assembleia aconteceu no dia 30 a 31 de Maio de 2013, onde reuniram mais de 100 pessoas entre pais de alunos, professores, capitães das comunidades da abrangência da OIBI, Agentes Indígena de saúde, representantes do Instituto Socioambiental na pessoa do Adeilson Lopes e Liriam Monteiro de São Gabriel da Cachoeira, equipe do Polo Base local, catequistas, pastores e lideranças das Igrejas. O Objetivo é avaliar os 20 anos de processo histórico do povo Baniwa estabelecendo como ponto de partida a criação da primeira organização indígena – OIBI (1992), pontuando os avanços e dificuldades como estratégia de entender o momento pelo qual passa o movimento indígena local, regional e nacional.

Durante a Assembleia foram organizados grupos de trabalhos formados por cinco comunidades para discutirem sobre a geração de renda, criação de cooperativa, ”Projeto Manakai”, infraestruturara da OIBI e o que fazer para fortalecer e melhorar a educação e saúde do povo Baniwa através do Movimento Indígena. Com o resultado de trabalhos em grupos das comunidades inclusive dos alunos da Pamáali, foi possível notar que o movimento indígena a nível geral está enfraquecendo. Por isso, maiorias das comunidades percebem e sentem na pele o retrocesso de muitas conquistas como: SAÚDE, EDUCAÇÃO e ORGANIZAÇAO INDÍGENA, foram apontados ainda várias pessoas e ações que devem ser  desenvolvidas com objetivo de fortalecer e melhorar a situação do movimento. Como por exemplo, valorização de conhecimentos tradicionais na educação formal, formação de novas lideranças e formação permanente de professores no campo da educação. Garantir o funcionamento permanente dos pólo base na área de saúde. Viabilizar a formação de um Central de abastecimento e cooperativa para a bacia do Içana no item economia e muitos outros. Por último houve manifestação da assembleia de que a população Baniwa da bacia do Içana e seus afluentes se sentem triste com  a situação em que se encontra essa organização, e ao mesmo tempo permitiu – se que a população indígena baniwa, bem como muitos povos tradicionais da região, enfrentassem situações de total falta de presença das políticas públicas relacionadas com a melhoria da saúde, educação de qualidade com respeito as especificidades de cada povo e   de vida nas comunidades da região.

Nessa assembleia, os alunos tiveram oportunidade de entender e acompanhar os passos que essa organização caminhou nos últimos anos.

Anúncios

Sobre Escola Pamaali

A Escola Pamáali é um resultado de construção da Educação Escolar própria pelos povos Baniwa e Coripaco, que iniciou desde meados da década de 90 (reuniões e grandes Encontro de Educação escolar Baniwa e Coripco). Começou a funcionar a partir do ano 2000 com 35 alunos. Hoje a EIBC-Pamáali é uma das referências em Educação escolar indígena na região do Alto Rio Negro.

Publicado em 01/09/2013, em Conheça mais a Pamáali, Eventos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: