Novos representantes do Movimento Indígena do Rio Negro foram eleitos nessa semana, na maloca da FOIRN

A escola Pamáali é também uma das conquistas do Movimento Indígena do Rio Negro. Alunos e professores acompanharam todas as etapas da realização da XVII Assembleia Geralda FOIRN, no evento em que foi comemorado dos 25 anos da federação.

Nova diretoria da FOIRN eleita na Assembleia de Comemoração de 25 anos. Foto: FOIRN Divulgação

Foram três dias de muitas apresentações e debates na maloca da FOIRN em São Gabriel da Cachoeira. Alunos e professores da Escola Pamáali apenas representados no evento pelo professor Alfredo Brazão como delegado da Organização Indígena da Bacia do Içana – OIBI, mas, nada impediu que todos acompanhassem as atualizações de todas as informações nas redes sociais pelos participantes.

Como ponto de referência de informações e notícias externas (fora do Içana onde apenas funciona radiofonia em algumas comunidades), a Escola Pamáali com ponto de internet, as comunidades ficaram sabendo, principalmente o resultado da apuração dos votos da assembléia quase que ao mesmo tempo em que apuração foi concluída.

Criada a partir das necessidades de uma escola mais próxima da realidade Baniwa e Coripaco, a Escola Pamáali também é uma das conquistas do Movimento Indígena do Rio Negro. Que em 201o, completou seus 10 anos de funcionamento. E hoje, já é referência na região, em Educação Escolar.

Foi bastante comemorado a surpreendente conquista das mulheres na diretoria da federação, pela primeira vez na presidência da FOIRN.  Como também da eleição do Isaias Pereira Fontes, como representante dos Baniwa e Coripaco na diretoria nos próximos quatro anos.

Sabemos que o Movimento Indígena do Rio Negro e como de todo o movimento indígena Brasileiro passa por um momento difícil. Portanto, muitos desafios esperam os nossos novos representantes. Desejamos que a diferença necessária seja feita nessa nova gestão.

Alunos e professores da Escola Pamáali

Anúncios

Sobre Escola Pamaali

A Escola Pamáali é um resultado de construção da Educação Escolar própria pelos povos Baniwa e Coripaco, que iniciou desde meados da década de 90 (reuniões e grandes Encontro de Educação escolar Baniwa e Coripco). Começou a funcionar a partir do ano 2000 com 35 alunos. Hoje a EIBC-Pamáali é uma das referências em Educação escolar indígena na região do Alto Rio Negro.

Publicado em 09/11/2012, em FOIRN, Movimento Indígena, Notícias e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: