Pitsiro Pamáali: Cultura

 

CULTURA

 

Escolas Baniwa e Coripaco: Espaço de Resgate e

Valorização da Cultura

 

Por Vanira Garcia

Foto: Arquivo EIBC. Alunos da Escola Pamáali nos 20 Anos da FOIRN em Assunção do Içana

A religião foi introduzida na região há mais de cinco décadas pelos missionários, em destaque a missionária Sophie Muller da Missão Novas Tribos. A maioria das pessoas ao se converterem a nova religião deixaram de praticar e viver a sua cultura, e ao longo dos anos foram deixando e esquecendo o conhecimento repassado pelos pais. Deixaram de ser praticadas muitas danças como mauako, japurutu, piitti, tsikota, kolirina, dança de veado, deeto e outros conhecimentos, como os cantos e rezas.Embora a conversão foi em massa, algumas comunidades da região, como do Alto Ayari continuaram e, outros que tinha se convertido voltaram praticar as danças e outros aspectos da cultura.Com a implantação de escolas na região do Içana e afluentes nestes últimos anos, começou uma nova fase de vida dos Baniwa Coripaco.
No médio Içana, por exemplo, tinham um número reduzido de conhecedores e as danças eram raras, e as primeiras danças tradicionais apresentadas para o público saíram em 2004, na formatura da primeira turma de alunos da escola Pamáali. Houve de alguma forma um grande impacto. A partir daí, outras escolas começaram também a usar as danças nos seus eventos, como formaturas e encontros. Hoje é comum se ver alunos de escolas receberem visitantes com danças, que é a forma própria do nosso povo baniwa receber seus parentes antigamente.Muitas danças que eram praticadas ainda não foram recuperadas, e hoje a escola assume o papel da como espaço e instrumento de resgate e valorização como também registrar, divulgar a cultura e o conhecimento dos povos Baniwa e Coripaco.

Fonte: Pitsiro Pamáali

Anúncios

Sobre Escola Pamaali

A Escola Pamáali é um resultado de construção da Educação Escolar própria pelos povos Baniwa e Coripaco, que iniciou desde meados da década de 90 (reuniões e grandes Encontro de Educação escolar Baniwa e Coripco). Começou a funcionar a partir do ano 2000 com 35 alunos. Hoje a EIBC-Pamáali é uma das referências em Educação escolar indígena na região do Alto Rio Negro.

Publicado em 26/08/2008, em Cultura e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Morro de saudades do Icana, contribui no curso de etodesenvolvimento como prof. de gestao e ecologia…mtas saudades de todos! amo vcs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: